ícones de estilo e influenciadoresterça-feira, 24 de janeiro de 2017

Ícone de Estilo: Quem foi Audrey Hepburn?

Compartilhar

Oposto do padrão de beleza da época, Audrey Hepburn é considerada um dos maiores ícones de estilo de todos os tempos. Com cabelo curtinho, ausência de curvas e traços exóticos, ela provou, há 50 anos atrás, que classe e autenticidade sobrevivem ao tempo.

Seu guarda-roupa era elegante dentro e fora das telas, mas isso não era tudo. Em sua equação de etilo predominavam uma postura graciosa e confiante, adquirida com muitos anos de balé, e a mágica que emprestava a tudo que vestia – da camiseta listrada com calça capri aos vestidos Givenchy, criados pelo designer e amigo pessoal.

 

"Meu look é bem fácil de copiar. Basta prender o cabelo, comprar um óculos de sol oversized e colocar um vestidinho sem manga", simplificou a própria. Porém, o seu legado ultrapassa o visual. Envolvida em causas humanitárias e mãe de dois filhos, Audrey Hepburn será sempre lembrada pela discrição e solidariedade que fizeram dela o símbolo de um glamour atemporal.

 

Cinderela em Paris

 

Nascida em 1929 na Bélgica, Audrey veio de uma linhagem aristocrática: sua mãe era baronesa e seu pai, banqueiro. Mas foi em Hollywood que ela chamou a atenção pela primeira vez com um papel no filme A Princesa e o Plebeu, que lhe rendeu um Oscar de Melhor Atriz em 1954.

 

Ora com um lencinho de seda no pescoço, ora com icônicos vestidos de baile, o seu look singular também entrou no radar dos fashionistas da época. Tanto que no filme seguinte, SabrinaGivenchy se ofereceu para assinar o figurino usado por ela, após de se encantar com a elegância da atriz.

 

A parceria deu tão certo que continuou nos filmes seguintes: Cinderela em ParisComo Roubar Um Milhão de Dólares e Bonequinha de Luxo.

 

O designer francês também desenhou diversas peças para o acervo pessoal de Audrey, marcando um relacionamento que ultrapassava os limites da moda - os dois foram amigos íntimos até o fim da vida. São as maravilhosas criações de Givenchy que fortalecem o meu estilo. Hubert me dá autoconfiança, o que mais pedir de um estilista?, explicou a atriz.

 

Funny Face

 

Com 50 quilos distribuídos em 1,70 de altura, Audrey Hepburn poderia ser confundida com uma modelo – o que é o mote de seu primeiro “filme fashion” – o musical Funny Face.

 

A verdade, no entanto, é que ela se formou em ballet clássico e, para sua tristeza, era considerada muito alta para a carreira de bailarina. Em homenagem à atriz, Salvatore Ferragamo criou o Ballerina Shoe, a famosa sapatilha que a ela veste em diversas cenas de Funny Face – na cena mais famosa do filme, Audrey dá uma prévia do que o mundo da dança perdeu.

 

Breakfast at Tiffany's

 

Ao contrário do glamour extremo que predominava na época de ouro do cinema, Hepburn dava preferência aos clássicos atemporais. “Sempre respeitei o gosto de Audrey. Ao contrário das outras estrelas, ela gostava da simplicidade”, declarou Givenchy.

 

Prova disso é o figurino que o estilista criou para a personagem Holly Golightly – o álter ego fashion da atriz no filme Bonequinha de Luxo. O little black dress, os colares de pérola, o trench-coat caramelo devem grande parte de sua fama a ela, assim como os mocassins, que adicionavam um clima levemente boyish à produção.

 

Na beleza não foi diferente. Audrey foi a primeira a apostar em sobrancelhas grossas e viu sua franja se transformar em objeto de desejo, inspirando estilistas o mundo todo, como Oscar de la Renta e Valentino. “Algumas mulheres sonham com piscinas cada vez maiores. Eu sonho com closets”, disse a atriz.

 

My Fair Lady

 

Na vida pessoal, Audrey Hepburn era um exemplo de discrição. Casada por duas vezes e mãe de dois filhos, ela chegou a se afastar dos holofotes para cuidar da família, trocando a fama por uma vida mais pacata.

 

Ainda que os casamentos não tenham durado, em ambos ela poderia ter ganhado um Oscar de estilo: no primeiro, em 1954, ela vestiu um midi Balmain e luvas brancas (uma assinatura do Audrey Hepburn style) e na segunda, em 1969, ela esbanjou modernidade com um mini Givenchy pink, trocando o véu por um lenço (outro grande aliado).

 

Além do guarda-roupa, ela inspirou o mundo com sua vertente solidária, fazendo trabalhos filantrópicos como embaixadora da Unicef e firmando-se como uma das maiores defensoras dos direitos infantis em países subdesenvolvidos. 

 

Além da Eternidade

 

Em 2009, algumas das roupas mais célebres da atriz foram leiloadas, arrecadando R$ 780.000 para a Fundação Audrey Hepburn para Crianças e Unicef.

 

Entre elas, estavam o vestido de gala branco Saint Laurent que ela usou no batizado de seu filho Luca, em 1970, um longo de seda e renda Valentino idêntico ao usado por Jacqueline Kennedy em seu casamento com Aristotle Onasis, além de blusas de seda, casacos e camisolas esvoaçantes criados por Givenchy especialmente para sua musa.

 

“Ela era uma espécie de editorial de moda em movimento. A imagem dela é impecável até hoje: extremamente cuidadosa, relevante e moderna”, diz a consultora de moda Costanza Pascolato, que raramente é vista sem os óculos escuros gigantes a la Holly Golightly. “Nada que ela usou envelheceu”, decreta a especialista.

 

Fique por dentro das novidades

Cadastre-se e receba novidades, promoções, atualizações de estoque, e muito mais – diretamente no seu e-mail

Receber atualizações por

Ao se cadastrar, você concorda em receber e-mails e/ou SMS de marketing e confirma que leu o nosso Política de privacidade. Cancele sua participação quando quiser através do link ao final dos nossos e-mails ou respondendo STOP a qualquer um dos nossos SMS.

8690431 7565601 5899514 6264707 7955324 seotmstmp deskdev