Carregando...

Carregando...

Carregando...

Selecione uma opção

Por favor selecione um Sexo para comprar!

Bem-vindo(a) à Farfetch, faça login ou cadastre-se

Ícones de Estilo e Influenciadores

terça-feira, 8 de maio de 2018

Os melhores looks do Festival de Cannes

Compartilhar

Ele pode até ser um festival de filme, mas Cannes é igualmente importante no calendário da moda. Com estilistas poderosos na indústria escolhidos para vestir as estrelas mais importantes, no Festival de Cannes a moda é, geralmente, uma manchete.

 

Toda Hollywood se reúne no Sul da França para celebrar a sétima arte desde o primeiro festival em 1946. Mas não se deixe enganar pelo ambiente sereno e cintilante da Riviera Francesa: o diretor Olivier Dahan uma vez descreveu Cannes como "uma espécie de arena de gladiadores".
 

Mesmo o comentário de Dahan ter mirado a história do festival na qual os blockbusters atuais estão contra as produções de baixo orçamento, a competição chega também no tapete vermelho. Lá, as estrelas se encaram com pingentes de diamantes e bordados poderosos.

 

De Brigitte Bardot popularizando o biquíni ao arrasar na praia com duas peças florais em 1953, até sua reencarnação moderna, Blake Lively, arrebatando os espectadores com um vestido Gucci preto e branco impressionante em 2014, o festival impressiona com momentos fashion históricos.

 

Anos 50


 
Em 1955, Grace Kelly e Sophia Loren - duas das mais exuberantes estrelas da década - andaram no tapete vermelho com peças que simbolizavam uma era de magnetismo feminino. Enquanto promovia o filme “Amar é Sofrer”, Kelly parecia tudo, menos provincial, ao fazer sua incursão em Cannes com um vestido vermelho-sangue de veludo e uma estola de pelo branca. 

 

Kelly se tornou uma princesa depois do seu casamento com o Príncipe de Mônaco um ano depois, no entanto, foi Sophia Loren que ostentou em Cannes com um vestido branco com uma saia volumosa e cintura marcada. Com uma reminiscência do indulgente vestido Oscar de la Renta, Loren sintetizou o clássico da Era de Ouro de Hollywood. 


 
Anos 60
 

Entrelaçados no tapete vermelho antes de aparecer para as câmeras, Serge Gainsbourg e Jane Birkin personificaram a folia da luxúria da década de 1960. Este casal inigualavelmente cool e polêmico trouxe a despreocupação francesa para Cannes, com Birkin em um vestido de veludo revelador e Gainsbourg em um smoking clássico.

 

Birkin tecia uma de suas bolsas cesta como marca registrada em seu visual, provando que sempre há espaço para um charme gaulês fora do comum dentro da moda do Festival de Cannes. Domine a arte do look para noite com pouco esforço, assim como Birkin, com Marco de Vincenzo. A marca usa cores deslumbrantes e estampas oversized para criar designs elegantes e irreverentes.

jane birkin no festival de cannes

Anos 70


 
Se John Lennon e Yoko Ono provaram alguma coisa com suas aparições no tapete vermelho de Cannes, foi que as regras do dress code foram feitas para serem quebradas. O visual do casal era a essência das ruas de Londres na época. Em maio de 1971, o artista Ono buscou o minimalismo com camiseta preta e shorts - e meias longas adicionando um toque jovem - já Lennon optou por jeans da cabeça aos pés e um chapéu alegre.


 
Recrie a moda casual do Festival de Cannes, inspirando-se na própria descendência dos Beatles. O jeans Stella McCartney favorece as silhuetas dos anos 70 e o bordado irreverente.

 

Anos 80

 

Em 1987, Elizabeth Taylor provou que usar a cor escarlate no tapete vermelho te dá tudo, menos um efeito camuflado. Seu vestido Nolan Miller Taffeta abraçou e exagerou a tendência dos anos 80 para ombros oversized.

 

Taylor deu uma aula em usar cores ousadas e se elevar acima da multidão sem parecer dominada e marcou seu status como um ícone da moda no processo.

 

Anos 90

 

Algumas peças tornam o estilista icônico, outras quem a usa - mas algumas poucas fazem as duas coisas. O look de Madonna em 1991, customizado por Jean Paul Gaultier, lançou o sutiã cônico - um item que se tornaria sinônimo, tanto da marca, quanto da própria artista. Sua influência ainda pode ser vista em roupas vintage de Jean Paul Gaultier. Vestindo uma roupa igualmente arriscada em 1997, Milla Jovovich ultrapassou as fronteiras do que significa estar "vestido" em outra ousada criação de Jean Paul Gaultier na estreia do “O Quinto Elemento”, que abriu Cannes naquele ano.

 

Optando por uma interpretação relativamente sutil da década, Claudia Schiffer e Kate Moss apareceram juntas no tapete vermelho de Cannes em 1998. Jovens de sorrisos inocentes, elas adotaram a típica paleta monocromática do minimalismo dos anos 90. Moss usava um simples slip dress branco de Lloyd Klein para Sandstone, enquanto Schiffer optou por uma renda preta mais sensual.

festival de cannes

Anos 2000


 
A mostra de filmes de Cannes promove uma certo auto-referência na inspiração para as roupas das celebridades, como provado por Moulin Rouge no festival de 2001. Nicole Kidman permitiu que o filme, com um estilo de cabaré kitsch, influenciasse sua escolha no tapete vermelho feito pelo estilista Tom Ford para a label Yves Saint Laurent. A peça capturou o espírito do filme  com babados divertidos, mas a atriz manteve o cabelo liso e as joias mais discretaspara não parecer muito com o figurino do próprio filme. 

 

Da mesma forma, em 2008, Natalie Portman usou um vestido branco da Givenchy com camadas que lembravam a saia de uma bailarina na première de Cisne Negro no Cannes. O pescoço estruturado fazia uma alusão ao pássaro que dá nome ao filme. 

 

Nos anos 2000, as brasileiras começaram a despontar no Festival de Cannes. Em 2013 foi a vez da atriz e cantora Mariana Rios estrear na premiação com um vestido Martha Medeiros. No mesmo ano outras celebridades brasileiras desembarcaram no Sul da França: Alessandra Ambrósio vestiu um Roberto Cavalli metalizado; Giovanna Ewbank foi mais romântica e apostou num vestido Patricia Bonaldi. 

 

Mais recentemente, em 2017, a modelo Izabel Goulart, que é figurinha carimbada nos tapetes vermelhos das festas e premières, também encantou com um look Roberto Cavalli completo com transparência e bordados, atraindo flashes por onde passou. Também em 2017, a blogueira Camila Coutinho ousou com um look Elie Saab cheio de estrelas, transparência e hot pants. 

 

Sete décadas desde a sua criação, modelos e estrelas de cinema continuam a estrear vestidos de estilistas no tapete vermelho de Cannes. Com o show da moda evoluindo constantemente de acordo com cada era, o prestígio da moda no Festival de Cannes consegue capturar a essência de cada década.

blake lively no festival de cannes
País da entrega Seu pedido será enviado para Brasil e o seu endereço de cobrança é BRL R$ .
An error occurred while fetching the countries or regions

Aguarde

Nossa Política de Cookie

Aguarde

An error occurred while fetching the content
Nossa Política de Cookie

Aguarde

An error occurred while fetching the content