Carregando...

Carregando...

Carregando...

Selecione uma opção

Por favor selecione um Sexo para comprar!

Como usar looks assimétricos

Presença garantida em passarelas de ready-to-wear estação após estação, os looks assimétricos continuam com força total e já infiltraram até mesmo a alta-costura, o terreno mais sagrado e tradicional da moda. Prova disso é que em seu desfile recente, o estilista Elie Saab deu uma aula de como usar looks assimétricos na hora de escolher um visual para a noite.

saia longa com fenda

Inspirado por Nova York, ele fez uma verdadeira ode à assimetria e aos decotes vertiginosos, em sintonia com a arquitetura geométrica da cidade. E não estava sozinho.

 

À frente da Atelier Versace, Donatella Versace foi outra que investiu no apelo naturalmente sedutor das fendas. Longos ou curtos, praticamente todos os vestidos que colocou na passarela eram assimétricos, fiéis ao estilo sexy da grife italiana.

 

Essa preferência pela assimetria não é coincidência, já que foi nos anos 80 que a tendência entrou em voga, alavancada por marcas como a própria Versace – na época dirigida por seu fundador Gianni, irmão de Donatella - além de Claude Montana, Thierry Mugler e Jean Paul Gaultier.

 

Desde então, vários estilistas vêm brincando com proporções irregulares em suas coleções, adaptando o estilo para a estética de cada era. 

 

Nova geração

 

Um dos percursores do movimento no novo milênio é Anthony Vaccarello, estilista belga que acaba de assumir a direção criativa da Saint Laurent. Antes de conquistar o posto, ele fez fama ao criar saias assimétricas e vestidos vazados que viraram objetos de desejo, adorados pelas modelos mais badaladas da atualidade.

 

Foi exatamente a passagem de Vaccarello pela Versus (a segunda marca da Versace) entre 2013 e 2016 que ajudou a cimentar sua paixão pela sensualidade da assimetria.

 

Olivier Rousteing, o jovem prodígio à frente da Balmain, também é um defensor do estilo, investindo frequentemente em detalhes vazados de inspiração quase fetichista. Na sua apresentação de resort 2017, as fendas vertiginosas deram vida nova até mesmo a calças, tendência que deve conquistar o mundo em breve dado seu poder de ocupar o guarda-roupa de celebridades.

 

Mas se a assimetria faz bonito nas passarelas, a grande questão para a maioria das mulheres ainda é como usar looks assimétricos no dia a dia. Com algumas dicas básicas, porém, o visual pode ser facilmente adaptado para combinar com todos estilos e funcionar em várias situações.  

 

Let’s party

 

Em ocasiões especiais, como tapetes vermelhos e grandes festas, vestidos com fendas até a coxa ou decotes que chegam quase ao umbigo têm passe livre – vale se inspirar, inclusive, em divas dos anos 70, como Bianca Jagger, que usava e abusava do recurso na pista do lendário Studio 54.

 

A chave para quem quer manter uma certa dose de mistério no visual é seguir a lei da compensação na hora de escolher um vestido para a noite. Se as pernas já estão de fora, uma boa saída é optar por mangas compridas ou blusas mais fechadas. O mesmo raciocínio vale para o oposto: decotes grandes ficam elegantes com comprimentos longos e silhuetas descomplicadas.

 

Outra tática para manter o look sofisticado é dispensar estampas ou bordados e lançar mão de uma peça monocromática, mais clean e minimalista. Assim, as fendas e assimetrias brilham sozinhas como as grandes estrelas do visual.

 

No caso das fendas, aliás, o salto alto é um ótimo aliado para realçar pernas em total evidência.

 

Sob o sol

 

Apesar de ter um ar de dramaticidade, o look assimétrico também pode ser perfeito para o dia. Uma saia longa com fenda, por exemplo, transita com elegância antes do pôr do sol na companhia de um suéter ou camiseta simples de malha. O contraste entre uma peça extremamente sensual e outra básica é moderno e equilibrado na medida certa.

 

Um vestido assimétrico, por sua vez, fica mais despojado se usado sob jaquetas jeans ou um paletó de alfaiaria. Nos dois casos, vale  optar por modelos mais estruturados e com fendas mais discretas – uma saia na altura dos joelhos com fenda dupla é uma alternativa chique para incorporar a tendência. Nos pés, os mocassins fazem outro contraponto casual ao apelo mais sedutor.

 

Por fim, vale lembrar que nem só de fendas vive a assimetria. Camisas vazadas e tops geométricos também são ideais para brincar com as proporções. Aqui, a máxima do equilíbrio fashion continua em alta, com pantalonas e pantacourts fazendo o par ideal

look assimetrico