Carregando...

Carregando...

Carregando...

Selecione uma opção

Por favor selecione um Sexo para comprar!

Bem-vindo(a) à Farfetch, faça login ou cadastre-se

Ícones de Estilo e Influenciadores

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

História da marca Dolce & Gabbana

Compartilhar

Desde a sua origem, em 1985, a marca Dolce & Gabbana carrega em seu DNA uma estética feminina e ousada. A combinação italianíssima de símbolos religiosos e sensualidade se tornou uma assinatura da grife que usa e abusa de estampas extravagantes e motivos florais para expressar seu estilo único, conhecido como “novo mediterrâneo”.

 

A história Dolce & Gabbana tem início nos anos 80, quando Stefano Gabbana e Domenico Dolce se encontram em Milão. Em busca de novas oportunidades, Dolce deixa a Sicília no final da década de 70 e começa a trabalhar como assistente do estilista Giorgio Correggiari. 

 

Ao conhecer Gabbana em uma boate, o tímido Dolce se impressiona com sua personalidade extrovertida e o incentiva a procurar trabalho com Correggiari. Gabbana, então, é contratado pelo estilista para trabalhar em sua coleção de sportswear e Dolce começa a ensiná-lo como desenhar e costurar. 

 

Em 1983, eles deixam o ateliê de Correggiari e começam a trabalhar como freelancers. Mesmo lidando com os mesmos clientes, eles costumavam enviar faturas de pagamento separadas. O contador deles então sugere: "Por que vocês não emitem apenas uma fatura? Coloquem Dolce e Gabbana no topo da fatura." Assim, a marca Dolce & Gabbana foi criada. 

 

Em 1985, eles foram um dos seis novos talentos escolhidos para se apresentar na Semana de Moda de Milão. A primeira coleção foi chamada de "Mulher Real". A partir daí, os estilistas passaram a criar uma narrativa em suas coleções que exalta o orgulho da terra natal – basta observar os vestidos Dolce & Gabbana para compreender a sofisticação nacionalista proposta por eles.

vestido Dolce Gabbana

Vestidos Dolce & Gabbana

 

Ícones pop

 

Apesar do patriotismo, as criações da dupla vão além da moda italiana. Elas marcaram o estilo de verdadeiros ícones da cultura pop. Entre os maiores exemplos estão os figurinos inesquecíveis de Madonna em Girlie Show World Tour, em 1993. Além dos sutiãs e shorts feitos especialmente para a cantora, os estilistas assinaram 1500 peças para a turnê, incluindo os figurinos dos bailarinos e músicos.

 

Essa parceria tem atravessado décadas. A artista foi a estrela da campanha da Dolce & Gabbana em 2010, quando posou para o fotógrafo Steven Klein em uma série de imagens inspiradas no cinema neorrealista italiano do final da Segunda Guerra Mundial. Nas fotos, a popstar aparece em cenas cotidianas, lavando louça, limpando o chão ou comendo macarrão.

 

Outro momento em que a marca Dolce & Gabbana foi eternizada na cultura pop aconteceu na quarta temporada da série Sex and the City. No episódio The Real Me, Carrie Bradshaw é convidada para desfilar usando um trench coat da grife em um evento de moda badaladíssimo. Logo depois de entrar na passarela, a protagonista leva um tombo e os fotógrafos não perdoam. Mas ela mostra a que veio: levanta, pega os sapatos e segue imponente com seu casaco azul, sendo ovacionada pela plateia.

 

sapatos Dolce Gabbana

sapatos Dolce & Gabbana

Dolce & Gabbana hoje

 

O primeiro desfile da história Dolce & Gabbana trouxe mulheres comuns para a passarela. Como os estilistas não tinham dinheiro para contratar modelos profissionais, eles contaram com a ajuda de amigas. Em 2017, Dolce e Gabbana lançaram mão de uma proposta similar. Os designers convidaram 148 pessoas, entre clientes, atrizes, modelos e amigos da grife, para integrar o casting do desfile outono/inverno na Semana de Moda de Milão.

 

Entre as brasileiras, encontramos as atrizes Grazi Massafera e Marina Ruy Barbosa, as blogueiras Helena Bordon e Lala Rudge, a ex-miss Iara Jereissati e a ex-modelo Andrea Dellal com suas filhas, Charlotte Olympia e Alice Dellal . 

 

Inspirada pelo renascimento italiano, a coleção reuniu um mix entre streetwear, alfaiataria e detalhes extravagantes: saias Dolce & Gabbana com botas ou sneakers, patchwork, brocados, looks em jeans e animal print, vestidos clássicos de renda preta, pijamas de seda, tiaras e coroas magnificentes, além das tradicionais bolsas Dolce & Gabbana – roupas e acessórios escolhidos pelos próprios convidados para compor seus looks.

 

A primeira coleção masculina da grife foi lançada em 1990. Em sua apresentação de outono/inverno 2017, a moda Dolce & Gabbana masculina trouxe um casting formado por influenciadores do YouTube e Instagram que se destacam entre a geração do milênio e formam opinião de moda.

 

A coleção exibiu variações do terno Dolce & Gabbana, como os modelos clássicos em jacquard, casacos estampados, capas, jaquetas jeans, suéteres e peças com capuz, imitando animais de pelúcia.

 

Lala Dolce Gabbana

Luxo autêntico

 

Sempre se reinventando e sem perder de vista o mercado internacional, a Dolce & Gabbana está entre as marcas luxuosas mais relevantes do mundo da moda. No ano passado, a grife lançou a sua primeira coleção de hijabs e abayas, os lenços e vestidos usados pelas mulheres muçulmanas. Em uma entrevista para um jornal árabe, Stefano Gabbana declarou seu fascínio pelo Oriente Médio e a importância dos clientes da região em seu trabalho.

 

Com a mesma criatividade e refinamento, a marca Dolce & Gabbana também se dedica à alta-joalheria. A coleção mais recente foi apresentada em janeiro deste ano em um museu recém-reformado pela dupla, em Nápoles, com fotos gigantescas de Sophia Loren ao fundo.

 

Inspirada pela religiosidade napolitana, a coleção traz símbolos de superstições locais, referências à porcelana Capodimonte e peças ultraelaboradas com anjos barrocos. Os designers ainda criaram camisetas com efeito trompe l’oeil, expressando a estética bem-humorada da grife. Dolce e Gabbana continuam apostando no que sabem fazer melhor e o mundo agradece!

marcas luxuosas
País da entrega Seu pedido será enviado para Brasil e o seu endereço de cobrança é BRL R$ .
An error occurred while fetching the countries or regions

Aguarde