Carregando...

Carregando...

Carregando...

Selecione uma opção

Por favor selecione um Sexo para comprar!

Bem-vindo(a) à Farfetch, faça login ou cadastre-se

Tendências & Subculturas

quarta-feira, 29 de março de 2017

Novas tendências de moda e nomenclaturas por vir

Compartilhar

A cada temporada, surgem novas tendências de moda que, é claro, ganham novas nomenclaturas. E, com ciclos cada vez mais rápidos e desfiles transmitidos em tempo real, nem sempre é fácil acompanhar o que está na moda ou entender seu vocabulário próprio.

 

Quando começamos a nos acostumar com um termo, muitas coisas já saíram de cena, dando espaço para outras. Hipster e normcore, por exemplo, ícones recentes, já não estão mais no topo da pirâmide fashion e foram substituídos pelo fitster e pelo lamp shading.

 

Da mesma forma, as gargantilhas fizeram um revival dos anos 90 e foram rebatizadas de choker, roubando o espaço dos brincos grandes e dos piercings de outrora. Já o visual meio desmantelado, típico do cenário japonês nos anos 80, ganhou a alcunha de destroyed e extrapolou o universo do denim.

 

 

Esporte cool

 

Você já deve ter visto algumas fotos no Instagram: homens e mulheres que praticam esportes ao ar livre, têm tatuagens, barriga tanquinho e investem em looks descolados, muitas vezes coloridos ou estampados, que passam longe do lugar comum.

 

Um mix entre as expressões fitness e hipster, os fitsters estão em sintonia com a moda com o mesmo empenho que dedicam à saúde e ao bem-estar. No lugar de points descolados e baladas, eles frequentam as praias, montanhas e parques, registrando tudo em muitos cliques, além de serem adeptos de movimentos espirituais como o Mahamudra.

 

Fãs de tops, shorts e leggings de marcas como Adidas by Stella McCartney, bodies da Giuliana Romanno e tênis vintage ou de neoprene, como os da Dolce & Gabbana, eles têm a influencer Gabriela Pugliesi com uma musa inspiradora. Além disso, trocam facilmente a champagne por uma barrinha de cereal.

 

Street

 

Quem quer saber mais sobre o que está na moda não pode deixar de se atualizar sobre o look destroyed que começou a despontar nos anos 80, quando a escola dos estilistas japoneses invadiu Paris e trouxe na mala os looks desconstruídos.

 

A tendência, que ditou moda sobretudo para o jeans, com suas calças, jaquetas e shorts puídos, dominou também outras peças. Vestidos e paletós com desfiados e até mesmo buracos foram vistos no último desfile da Moschino, em Milão, sob o comando de Jeremy Scott.

 

Mais uma vez, é recomendado brincar com os opostos complementares. Escolha apenas um item destroyed e combine-o com peças mais sofisticadas. A calça jeans, por exemplo, pede um paletó de alfaiataria com ombros em destaque ou detalhes poderosos, como botões dourados – a Balmain traz ótimas opções. Os vestidos, por sua vez, podem vir na companhia de saltos e bolsas de mão sofisticadas.  

 

De volta aos anos 90

 

Para terminar o nosso dossiê sobre as novas tendências de moda (antes que elas decidam mudar novamente), não poderíamos deixar o choker de fora. Acessório mais cobiçado do ano, a gargantilha choker remete aos anos 90, quando era presença obrigatória em musas como Drew Barrymore e Winona Ryder. Agora, ela chega repaginada em versões nobres, a exemplo da dourada de J.W. Anderson, ou em um estilo mais pop, como as de Hector Albertazzi.

 

Ela pode ser usada sozinha, mas a sobreposição de materiais e comprimentos também é bem-vinda. Metal e veludo fazem um par perfeito, assim como gargantilhas usadas com correntes mais longas. Até os lenços de seda entraram na brincadeira, colocados sobre rabos de cavalo, um truque de styling visto em muitas passarelas.Para finalizar, dispense brincos ou use versões bem pequenas, como solitários de pérolas ou diamantes. Afinal, o protagonista aqui é o seu pescoço!

 

Duo fashion

 

Ainda mais nova que a tendência fitsters é a lamp shading, que acaba de despontar no hemisfério norte e já reúne dezenas de fãs famosas – de Gigi Hadid a Kate Moss. A dica para embarcar nessa tendência é bem fácil: basta usar uma camisa ou moletom oversized com o comprimento de um vestido, que parece emprestado do namorado, e combiná-lo com uma bota over the knee, passando a impressão de que você acabou de acordar e pegou as primeiras peças à vista sem pensar muito no assunto.

 

Outras dicas de moda feminina que entram nessa categoria são: optar sempre por peças larguinhas para não cair na armadilha apelativa, deixando uma faixa de pele à vista entre o comprimento da blusa e da bota.

 

No frio, vale usar uma jaqueta de couro ou jaqueta college masculina, fazendo um contraponto à sensualidade das botas. No verão, a regata extra large pode ser a uma excelente opção. Cool, urbana e sem grandes esforços.

bota over the knee
País da entrega Seu pedido será enviado para Brasil e o seu pedido aparecerá em BRL R$ .
Ocorreu um erro durante a busca de países ou regiões

Aguarde

Nossa Política de Cookie

Aguarde

An error occurred while fetching the content