8690434 7565615 5899528 6264709 7955320 seotmstmp

(11) 3230-4141




chat online

Carregando...

Carregando...

Carregando...

Carregando...

Selecione uma opção

Por favor selecione um gênero para comprar!

Bem-vindo(a) à Farfetch, faça login ou cadastre-se

O Chuck Taylor All Star é um clássico eterno

Tal qual um diamante – selvagem, diga-se de passagem – ele sempre será um clássico. Mas você sabe a história por trás desse ícone centenário, mais atual do que nunca?

Qual o mais antigo, mais popular e mais vendido tênis feito para basquete de todos os tempos? Uma dica: é quase certo que você já teve um par dele no armário e, com certeza, já o viu nos pés de músicos, personalidades, artistas e influenciadores, ao longo dos últimos 100 anos. Enquanto você pensa, vamos aos fatos – uma especialidade do SneakersBR, primeira plataforma a falar da cultura dos tênis no Brasil.
.
Nosso personagem de hoje nasceu em 1917, na Converse Rubber Corporation, uma empresa fundada em 1908, nos arredores de Boston, que, basicamente, fabricava galochas e equipamentos de borracha, num esquema sazonal de funcionamento. Naquela época, começo do século XX, o basquete começava a ganhar popularidade nos Estados Unidos e a companhia enxergou nisso uma oportunidade de ampliar seu leque de produtos, mantendo a fábrica aberta o ano inteiro.
.
Foi então que nasceu o Converse All Star, o primeiro calçado feito especificamente para a prática do basquete, confeccionado em lona (ou couro, nos anos seguintes) com um solado firme de borracha, que prometia bastante tração, além de suporte para os movimentos mais bruscos.
.
Engana-se quem pensa que o sucesso veio fácil: os primeiros quatro anos de existência do Converse All Star foram de vendas lentas, o que ameaçava a própria existência do tênis. Até que entra em cena um segundo – mas não menos importante – personagem. Seu nome? Charles “Chuck” H. Taylor, um ex-jogador de basquete do time do Akron Firestones, que não só ficou fascinado pelo tênis como ingressou no time de vendas da Converse, em 1921, passando a viajar por todo território dos Estados Unidos ministrando clínicas do esporte nas escolas - e, obviamente, fazendo propaganda da novidade.
.
Aí sim o sucesso veio. A tal ponto de, em 1932, o calçado ser rebatizado, ganhando a adição do nome de Chuck Taylor ao patch lateral, marcante no seu design.

Nasce uma estrela... ou duas

Com certeza, muita gente já usou um “All Star”, como o clássico ficou conhecido muito tempo no Brasil, sem fazer ideia de quem era Chuck Taylor – ou de que esse era o nome de uma pessoa, antes de ser um tênis. Equívocos desse tipo acontecem e o adidas Stan Smith é prova (viva!) disso, mas esse é tema para um próximo post.

Pelos próximos 40 anos, o Chuck Taylor All Star e a Converse reinaram absolutos nas quadras de basquete de todo o mundo e nos pés de jogadores da NBA. Até que veio a concorrência pesada: nos anos 1970, quando também entrou em quadra aquela que é considerada a versão mais perfeita do clássico já lançada até hoje. Lona mais resistente no cabedal, borracha brilhosa no solado e um visual que nunca saiu (nem vai sair) de moda. Chuck 70 é o seu nome atual.
.
Assim como os diamantes, o Chuck Taylor All Star é eterno.
.
Das quadras, o filho mais ilustre da Converse entrou para a história. Pare para pensar em quanta gente, famosa ou anônima, você já viu desfilar com um par de Chuck Taylor nos pés – Ramones, Kurt Cobain, Will Smith, Miley Cyrus, Tyler, The Creator, Millie Bobby Brown, blogueiras, atores, atrizes, músicos, apresentadores, seu vizinho, seu primo, o crush da adolescência, o colega da escola… a lista é grande. Grande a tal ponto de uma pesquisa ter revelado que, pelo menos, 60% dos americanos e americanas têm, ou já tiveram, pelo menos um par do tênis no armário!
.
Novinho em folha ou impecavelmente surrado, o Chuck Taylor All Star atravessou os últimos 103 anos com a elegância que só os verdadeiros clássicos conseguem atingir. Muitas transformações já aconteceram – de cores, materiais, tecnologias (aplicadas na palmilha, para não descaracterizar o ícone), com diferentes alturas de cano, com ou sem assinatura estrelada e, mais recentemente, feito de forma mais ecologicamente consciente.
Roqueiros novos e velhos, adolescentes ou coroas, turma da moda, do luxo, no festival ou em casamento, com jeans rasgado, vestido fino ou smoking. A diversidade – de pessoas, estilos e ocasiões – é uma constante na história de tantas mutações do tênis.
.
Uma coisa, certamente, não vai mudar: se você nunca teve, ou tem, um par de Chuck Taylor All Star no armário, nesse momento, certamente vai ter. A propósito, se não tem, está esperando o que pra adquirir um?

Destino ou região de entrega Seu pedido será enviado para Brasil e o seu pedido aparecerá em BRL R$ .
Ocorreu um erro durante a busca de destinos ou regiões
Aguarde

Aguarde

Só um minuto...